O 13 de maio que nunca existiu.

Há 128 anos atrás, a Princesa Isabel outorgava a lei Áurea que abolia definitivamente a escravidão no Brasil. Confira abaixo a crônica escrita pelo nosso colunista.

 

rodape

 

CRÔNICA, MAI. 13, 2016

 

Nas terras de Dona Cecília Vieira de Bonsucesso, observo a rotina no engenho. Essas são terras distantes do centro; por isso pouco se sabe sobre o que acontece por aqui. Os que daqui saem, raramente voltam. Não me lembro a última vez em que alguém de fora pisou aqui.

Os escravos são as engrenagens do engenho. Levantam cedo, lavam o rosto e tão logo começam o penoso ofício. Ao meio-dia comem a ração diária. Uns levam de casa. Outros fazem só um lanche quando dá. Sempre lhes faltam vitaminas na alimentação. Por isso muitos sofrem com problemas de saúde e agonizam em filas de hospitais.

Labutam a tarde inteira sem parar e com o chegar da noite, iniciam uma segunda jornada: ou em lares, ou em templos religiosos, ou em instituições de ensino pouco valorizadas. Assim, fortalecem laços de esperança com a liberdade. Como poucos alcançam, muitos também optam pela sorte nos jogos.

Quando não tão raro, são saqueados por outros escravos em ruas escuras, em suas senzalas a noite ou quando trabalham no comércio. A casa-grande até mantém a ordem, mas só do que lhe é interessante. Inclusive, recentemente afastaram um movimento interessado em abolir a escravidão.

Rogo a Deus diariamente pelos escravos desse engenho que se apertam diariamente em vagões abarrotados. Endividam-se com os senhores. Financiam carros. Aceitam empréstimos com juros desleais. Ficam cegos à realidade. Esquecem a dor do semelhante. Acreditam em tudo no que dizem os noticiários.

Do alto vejo da fazenda vejo suas insônias, frustrações, vícios. Atribuem tudo isso como etapas do sucesso. Muitos são analfabetos políticos. Comemoram um golpe que deu poderes ao representante dos senhores de engenho. Os que leem muitos livros preferem não se envolver. A omissão é só uma das formas de apoiar o agressor.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s