Moradores questionam se obra no IAPI da Penha tem objetivo eleitoral

A obra tem prazo de entrega de 90 dias e foi orçada em 694.403,95 reais.

 

 Por: Patrick Barbosa, Anna Ventura JUN. 16, 2016

 

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente autorizou em maio desse ano a obra de ‘Recuperação Ambiental e Paisagística da Praça Santa Emiliana’, localizada no conjunto habitacional IAPI da Penha, orçada em 694.403,95 reais.

DSCN8161[1]
Canteiro da obra. (Foto: Anna Ventura/Pauta Popular)
A licitação da obra foi publicada no Diário Oficial do Município do Rio de Janeiro em 19 de Abril de 2016, na sessão da Fundação Parques e Jardins. A empresa responsável pela obra é Ágape Construções e Serviços Ltda, que segundo a prefeitura ofereceu o menor preço para o serviço.

DSCN8147[1]
Local interditado pela obra. (Foto: Anna Ventura/Pauta Popular)
Em entrevista à nossa equipe, o geógrafo formado pela UFF, Hugo Costa, explicou que “Recuperação ambiental, é o processo aplicado em áreas degradadas, que visa restaurar as condições ambientais originais, compensando alguma ação inadequada que gerou degradação. Já a recuperação paisagística é tratamento e recuperação visual de áreas degradadas, com objetivo estético e de reflexo ambiental”. Sobre o valor da obra, Hugo disse que seria preciso antes analisar a planta das intervenções previstas. “Se incluir recuperação do piso, das quadras e calçadas, reposição dos brinquedos e alteração de canteiros com reposição de jardins, avaliação da saúde das árvores, pode sim chegar a esse valor. As empresas prestadoras de serviço incluem também em seu preço o prazo diferenciado de recebimento e o risco que correm com despesas não previstas no projeto original devido a inexistência de informações detalhadas da geografia local”. Após ver as fotos registradas por nossa equipe na manhã dessa quinta-feira (16), o geógrafo disse que “se for só isto, não vale (o dinheiro pago)”.

DSCN8155[1]
Remoção do piso. (Foto: Anna Ventura/Pauta Popular)
Na praça acontecem três obras: uma de limpeza, outra de reforma do piso e uma perto dos quiosques onde serão instaladas grades. Os operários presentes não quiseram se identificar.

Em dezembro de 2011, o jornal O Globo realizou uma reportagem abordando o abandono da praça. No mesmo mês, a vereadora Vera Lins encaminhou uma carta ao prefeito do município do Rio para intervir junto a Fundação Parques e Jardins, no sentido de realizar uma reforma geral na Praça Santa Emiliana.

Moradores locais acreditam que a obra tem objetivo eleitoreiro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s