OPINIÃO – Lula: O Super Homem em Nietzsche

rodape

Após terminar os estudos no Colégio Werneck, em Petrópolis, ingressou na universidade e formou-se em Direito em 1979. Conquistou notoriedade como advogado de pobres. Em julho de 2012 foi diagnosticado com câncer de pâncreas em estágio inicial. Foi submetido a tratamento no Hospital Samaritano, em uma cirurgia de grande porte para a retirada do tumor. Roberto Jefferson entrou oficialmente na política em 1971, quando se filiou ao MDB. E saiu dela, em 2005, quando concedeu uma entrevista em 6 de junho para o jornal Folha de S. Paulo denunciando a existência no mensalão.

A marolinha se transformou em um devastador tsunami. Partidos políticos como o antigo PL (atual PR), o PT, e o PTB foram afetados pela crise política decorrida do esquema responsável por legitimar um novo método de governo: a propinocracia. Embora este não tenha sido o primeiro nem o último esquema de corrupção brasileiro, a força da mídia e o projeto de poder da oposição conseguiram personificar no imaginário social a imagem da corrupção atrelada ao governo do Partido dos Trabalhadores. E o nome do serviço oferecido comumente por postos de gasolina sofreu um neologismo interessante. Lava Jato, é mais utilizado na mídia para nomear a operação que, desde março de 2014 investiga corrupção e lavagem de dinheiro nas estatais, do que para indicar o serviço oferecido para veículos.

Apontado como o ‘comandante máximo’, Luís Inácio Lula da Silva corre o risco de se tornar réu na Lava Jato. Embora sejam pífias as provas, elas apenas corroboram o que já se entendia sobre a política brasileira. ‘Mensalão era a única forma de governar’, confissão atribuída ao ex-presidente Lula em conversa com o ex-presidente do Uruguai, José Mujica. Não cabe aqui um juízo de valor, no entanto, é preciso elucidar bem os acontecimentos. – Se de fato, esta é a única forma de um governo popular comandar o país –, estamos elegendo uma classe política mercenária e sem ideologia. E se continuamos elegendo a mesma classe política, imoral e repugnante, é porque no fundo, estamos sendo bem representados.

Certa vez, um filósofo alemão criou um conceito de Super Homem, em consequência da morte de Deus e do iminente perigo do niilismo. Friedrich Nietzsche é hoje um dos filósofos mais conhecidos e também um dos menos compreendidos. Em sua obra ‘Assim Falou Zaratustra’, Zaratustra, um profeta que deixou seu refúgio em uma montanha para se juntar à sociedade, se torna porta-voz das ideias de Nietzsche.Na obra do filósofo, essa nova espécie de ser humano, que tomaria o lugar da atual, seria aquela que, experimentaria a vida com maior intensidade e profundidade, criando seus próprios valores, ao invés de apenas aceitar ensinamentos morais comuns, valorizando coisas como criatividade, honestidade consigo mesmo, e intensidade de experiência.

Se para muitos a finalidade da vida se resume a alcançar conforto e bens materiais, para Lula a vida se resumiu ao reconhecimento alcançado pelos projetos que concretizou quando esteve no poder. Mais Médicos, Luz Para Todos, ProUni, Fieis, Ciência sem Fronteira, Bolsa Família, Fome Zero; quitação da dívida com o FMI, inclusão do Brasil no G20, ascensão da nova classe C, crescimento econômico, participação do Brasil nos BRICS, elevação do Brasil como 7ª economia no mundo, entre outros méritos. Embora muitos tentem refutar, não tem cabimento qualquer tentativa de desqualificação dos avanços alcançados. E para a surpresa do mundo, isto não foi alcançado pelos doutores ou mestres, mas pelo metalúrgico do ABC. Não à toa, a saída do Brasil do Mapa da Fome das Nações Unidas e o avanço do IDH brasileiro nesse período é quadro na entrada do prédio da ONU.

Diferente do que pensa o senso comum, nos campos teóricos da esquerda ou direita, Lula não governou para ajudar os pobres, nem para enriquecer a si mesmo, ou implantar o socialismo; isto se torna evidente quando o torneiro mecânico chegou ao poder em 2003. Após sucessivas derrotas nas urnas, o discurso do PT foi remodelado a fim de ganhar o apoio da classe média brasileira (esse episódio ficou conhecido como a ‘Carta aos Brasileiros’). Num primeiro momento, pode parecer falta de ideologia como afirma a atual esquerda, afinal, o partido tem origem no radicalismo da reforma agrária e dos sindicalistas. Mas, o ‘fazer de tudo’ para chegar ao poder, elucidava o futuro ‘fazer de tudo’ para governar. Embora muitos pensem que as conquistas alcançadas se enquadram nos objetivos da esquerda, é válido lembrar que o governo do PT não obteve significativos progressos na reforma agrária e no assentamento dos sem teto como se esperava. Isto não por decisão pessoal, mas, porque afetaria a instabilidade do governo, prestes a se autoafirmar.

A propinocracia é fruto de uma criação própria de valores, criatividade e honestidade consigo mesmo; um meio de se atingir a vida com maior intensidade e profundidade. Imoral para toda a sociedade, mas moralmente aceitável para Maquiavel e seus seguidores. Os fins justificam os meios, mas não justificam as escolhas de tais fins. Por isso, Lula é como o Super Homem em Nietzsche; está acima de qualquer valor moral (na ótica de que Deus está morto), e manifesta-se na capacidade de Lula em vincular os progressos do seu governo à sua imagem pessoal. Não à toa, Lula é comparado a grandes estadistas como Getúlio Vargas. Embora não possamos igualar realidades distintas, como a que levou Getúlio ao suicídio, podemos reforçar novamente nossos laços de esperança na vaidade de um homem que logrou bons resultados para a sociedade. Isto porque a história está acostumada a nos mostrar o contrário.

*Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s